Blog

Inscreva-se na newsletter e receba todas as novidades

Newsletter

Cateterismo cardíaco: tire as suas dúvidas!

O cateterismo cardíaco é um procedimento utilizado para diagnosticar ou tratar doenças do coração. Esse exame é feito com um cateter bem fininho que é inserido em uma artéria e vai até o coração.

Esse exame tem como função examinar o interior dos vasos sanguíneos e do coração. Com ele é possível detectar e até remover placas de gorduras que estão localizadas nessas regiões. Quando usado para desobstruir veias esse procedimento é chamado de angioplastia coronária. 

Como o cateterismo é feito?

Todo o procedimento é feito com o paciente acordado, e com aplicação de anestesia local para que não haja dor durante o exame. Depois da anestesia o cateter é inserido através de um pequeno corte que pode ser no punho, pescoço, virilha ou perna para acessar a artéria.

Durante o procedimento o paciente tem uma agulha intravenosa colocada para os casos em que seja necessário administrar algum medicamento. Além disso, são colocados eletrodos no peito para fazer o acompanhamento dos batimentos cardíacos. 

Todas as imagens obtidas por emissão do raio-x são digitalizadas, gravadas em um CD e entregues ao paciente no final do procedimento. A duração do exame depende muito do que será avaliado, mas geralmente o exame dura de trinta minutos a uma hora.

Para que serve esse exame?

O cateterismo cardíaco auxilia no diagnóstico e tratamento de várias doenças cardíacas. É muito utilizado, pois tem uma rápida recuperação e baixos riscos de complicações para os pacientes. 

Com a realização do exame é possível:

  • Avaliar se as artérias coronárias estão entupidas;
  • Desobstruir artérias e válvulas devido ao acúmulo de placas de gordura;
  • Verificar se existem lesões nas válvulas e no músculo cardíaco;
  • Verificar se existem alterações na anatomia do coração;
  • Identificar alguma malformação congênita.

Independente se você possui ou não tendência genética para desenvolver doenças cardiovasculares, a prevenção é sempre o melhor remédio. Faça um acompanhamento cardiológico. Agende sua consulta!